O que acontece quando a arte de cinema encontra aquele de cozimento? Definitivamente, apenas coisas boas. Mas quando eles são cinema e cozinha italiana para cruzar o resultado pode ser apenas um: show puro. Na verdade, os mais famosos atores e diretores de origem itálica sempre usaram pratos e iguarias locais para tornar seu filme épico. Mas quais são as cenas simbólicas do nosso cinema? Aqui estão aqueles que acreditamos que entraram na história da sétima arte!

cinema e culinária italiana - colina terence
Terence Hill, em uma das cenas que melhor ilustram a fusão entre o cinema e a culinária italiana

Cinema e culinária italiana: Fantozzi de dieta!

Pronto, vamos, vamos começar com o contador mais famoso da Itália: o tragicômico Fantozzi! O personagem criado por Paulo Villaggio tem entretido gerações com suas piadas e aventuras bizarras. Sua profunda ironia expôs alguns aspectos e estereótipos de Empresa italiana na virada dos anos setenta e oitenta, tornando-se um ícone contemporâneo. Entre as unhas mais engraçadas do pobre Fantozzi estava o dieta. Já no primeiro filme o contador havia tentado em vão perder peso ficando trancado no famigerado clínica das magnólias. em Fantozzi contra todos tentamos novamente, desta vez com a ajuda de Nutricionista alemão professor Birkermaier. Durante uma das muitas torturas, porém, o bom Fantozzi cede e canta como um falcão naquele prato de almôndegas. Tudo sob o olhar de Birkermaier, em uma das cenas mais engraçadas da série.

cinema e culinária italiana - fantozzi
O ator italiano Paolo Villaggio em uma cena filmada no set do filme Fantozzi (1975) por Luciano Salce

Miséria e nobreza: a felicidade é um prato de espaguete!

Retrocedendo no tempo, vamos para 1954, o ano em que foi lançado um dos muitos obras-primas de Toto: Miséria e nobreza. O filme se passa em uma Nápoles do final do século XIX, com a história da vida dos pobres de Feliz Scimomocca, sem um tostão com um passado como assassino de mulheres, de sua família e amigo Pasquale, um fotógrafo viajante não é tão bom. O ponto de viragem ocorre graças ao marquês Eugênio Favetti que, em troca de um favor pessoal, resolve repentinamente todos os problemas econômicos dos protagonistas. Um dia, surpreendentemente, os Sciosciammocca receberam um almoço em casa. Sob seus olhos incrédulos, uma mesa é posta com iguarias de todo o mundo. Assim que os garçons saem da sala, toda a família se aproxima sem pouca indiferença para aqueles pratos fumegantes, e então se jogar em uma jarra cheia de deliciosas espaguete com molho. Claro, com as mãos nuas!

cinema e culinária italiana - Antonio de Curtis
Antonio De Curtis, também conhecido como Totò, em um de seus filmes - Foto www.antoniodecurtis.com

Eles o chamaram de Trinity, mas também sopa de feijão

Agora vamos prosseguir para Spaghetti Westerns. Não, este não é um prato típico da culinária italiana, mas um verdadeiro gênero cinematográfico. Na verdade, entre os anos XNUMX e XNUMX, muitos diretores italianos começaram a se interessar pelos faroestes, frequentemente com excelentes resultados. E entre os filmes de maior sucesso aquele com Terence Colina e Bud Spencer: O Chiamavano Trinità! A cena icônica é definitivamente aquela do início, quando um empoeirado Terence Hill entra em um pousada imunda. Assim que ele se senta, ele pede alguns feijões, que devora com uma voracidade sem precedentes, direto da panela. Para torná-lo ainda mais realista, o ator decidiu jejuar por dois dias antes de filmar. Aqui está o que significa se sacrificar pelo trabalho ...

Macarone você me provocou, e eu te agradeço!

Voltemos a 1954 (um ano muito bom para o cinema italiano). Nos corredores sai Um americano em roma, filme que conta as aventuras de Fernando Moriconi, personificado por um incrível Árvore surda. Nando é um jovem romano que cresceu com o mito da cultura americana.

foto em preto e branco de alberto sordi comendo espaguete
Alberto Sordi - cena Um americano em roma

No entanto, incapaz de realizar seu sonho no exterior, ele decide transferir sua fixação para a capital, Americanizando a própria vida. Os resultados são obviamente tragicômicos, principalmente no campo da culinária. Em um dos mais famosos cenários do cinema e da culinária italiana, nosso protagonista decide jantar com alguns produtos típicos americanos. Alguns segundos e o jovem sucumbe ao encanto de um prato de espaguete fumegante e uma boa garrafa de vinho. Para tornar tudo épico, a famosa frase: macarrão, você me provocou e eu te destruo agora!

Cinema e cozinha italiana: conte-nos os seus!

Em nossa opinião, essas são as cenas mais famosas do cinema italiano. E você tem outros para nos reportar? Escreva nos comentários!

Cinema e culinária italiana: o casamento perfeito última edição: 2019-12-23T09:00:00+01:00 da Gabriel Roberti

comentários